terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Doce pecado

 Deitada na areia da praia
Acariciada pelos primeiros raios de sol
Sinto que a brisa fresca
Vem trazendo você
No lindo veleiro dourado
Que navega suavemente
Embalado pelo vento

Mais alguns instantes
De uma espera sofrida
Meus olhos foram atraídos
Pela sua bela silhueta

Gotas de água escorriam de teu corpo
Brilhando como cristais reluzentes

Nossos olhos se encontraram
Magia e emoção
Versos bailaram
Em minha mente
Meu coração sorriu
Minh'alma floresceu
E a essência do teu perfume
Em mim ficou impregnada

Teu corpo colado ao meu
Um afago delicado
Um cheiro inebriante
Um arrepio de calor.

Meus pensamentos devaneiam
Meu coração bate descompassado
Tua boca carnuda roça suavemente minha pele
E num frêmito de paixão e loucura
Te abraço com volúpia
E nos entregamos
Ao doce prazer do pecado.

37 comentários:

  1. Entrega essa inevitável depois do olhar fulminante...Linda! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Gracita,
    O amor, tal qual é cantado por você, em inebriantes versos, terá sempre o seu lugar de destaque na galeria dos poetas. Parabéns.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Maravilhoso... soberbo!!

    Beijinhos de boa noite

    ResponderExcluir
  4. Olá, Gracita, querida!

    Penso, ou melhor, tenho a certeza que qdo homem e mulher se entregam, um ao outro, conscientemente, nem que seja por um dia ou por uma noite, não é pecado, e em poesia só é "lucro", pke muitos são os k a vão ler, imaginando logo cenários.

    Bonito, sensual e sensitivo tudo o que você descreve. Fiquei vendo o "filme" todo, desde a chegada do veleiro, até vossos primeiros desejos e finalmente a fusão de corpos e almas.

    Você escreve com coração pulsando e com toda a sua sensualidade consciente. Amei demais o que você escreveu.

    Desejo que seu carnaval esteja sendo bom, caso aprecie essa época. Eu, nem um pouco.

    Beijos e resto de semana luminosa.

    ResponderExcluir
  5. Uau Gracita que poema mais lindo!
    Gostei imenso...aliás gosto imenso de tudo o que escreve...por isso ando por aqui:)
    Beijinhos
    elisaumarapariganormal.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Lindo poema,Gracita querida.
    Só posso aplaudir.
    Obrigada por brincar conosco.
    Um beijinho carinhoso de
    Verena e Bichinhos.

    ResponderExcluir
  7. Ah os malandros que se entregam ao pecado... Eh eh eh!!
    Lindo poema.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Um doce e belo pecado.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderExcluir
  9. Bom dia, Gracita!
    Gosto da combinação de imagens que faz com seus belos versos... Nos faz sonhar junto.
    Abração e feliz Fevereiro.

    ResponderExcluir
  10. Lindo demais e sensual amiga Gracita.
    Eu adorei.
    Bjs e um bom dia com alegria.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  11. Um belo poema de volúpia e amor!
    Bjn
    Márcia

    ResponderExcluir
  12. Boa noite Gracita.
    Que pecado, que nada, o amor é uma benção. Amo ler os seus lindos poemas. Dias felizes minha querida amiga. Enorme abraço.

    ResponderExcluir
  13. Poema lindíssimo e sensual!!!
    Beijinhos :)

    ResponderExcluir
  14. Oi, Gracita, minha querida amiga!

    Tudo bem com você, família e sobretudo com seus netinhos? Aqui, tudo rolando, na graça de Deus. Se não conseguirmos correr a 100, a gente corre a 60/70 ou mesmo a 50. E daí, como se costuma dizer no seu país. Vamos k vamos, não é mesmo?

    Minha linda amiga, você e até agora foi a única pessoa que conseguiu entender meu poema na totalidade. Parabéns pela sua inteligência e capacidades!

    A maior parte fala k: ah, que pena, "você", portanto a "Céu", não ter atingido, tb, o prazer na relação física! Outros dizem k está mto sensual e que apelei tanto pró "homi", mas ele não me ligou nenhuma. Bem, eu morro de riso, pke eu sei o que escrevi e com que intenção o fiz, mas cada qual comenta à sua maneira, já se vê e eu devo respeitar.

    Resumindo, o poema k escrevi nada tem de pessoal, juro, pke EU jamais seria capaz de ser capacho de ninguém, de nenhum homem, nem de apelar, apelar, apelar para...! Não, se eu estiver a fim, é "você"/ele que virá até mim e mesmo assim não sei se não voltarei com a palavra e o desejo atrás, qdo o tiver nas mãos. O homem tem de ser posto à prova, como qualquer outra coisa.

    De facto, Gracita, eu no poema, o incito a fazer isso e aquilo, enfim, o ponho LOUCO, só que depois de o ver a salivar bem pior que o cão de Pavlov, lhe digo: aceita ou quer ainda pensar? A chave do poema está nos três últimos versos. Bom de ver!

    ResponderExcluir
  15. Caliente!!
    Paixão, mar, sol... que ótima combinação :)

    ResponderExcluir
  16. Querida amiga em primeiro lugar vim me desculpar pela ausência e agradecer o carinho da sua visita. Tenho passado por problemas de saúde que graças a Deus estão sendo sanado, reumatismo não tem cura, só tratamento. Minha mãezinha não anda bem e com a idade avançada preocupa e muito. Como se não bastasse o meu computador deu uma pane estou usando um velhinho com o processador muito lento e tudo tem dificultado para que mantivesse minhas postagens diárias e visitas que sempre amo fazer. Férias acabando, mas aos poucos vou atualizado as visitas, as postagens porque tudo está nas mãos de Deus.
    Um abraço fraterno e tudo de maravilhoso na sua vida e familiares.
    Lourdes Duarte.
    Parabéns pelo lindo poema que descreve com profunda harmonia um grande amor que se mistura com saudade.

    ResponderExcluir
  17. Amor vivo, vivido, consequente...
    Um encanto, Gracita. Parabéns.

    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  18. Quanto amor, quanta paixão!
    Lindo demais querida Gracita seu poemar, beijinhos no coração e grata por sua doce visita.

    ResponderExcluir
  19. Que sensação de serenidade que me trouxeste com este poema. Adorei

    ResponderExcluir
  20. Lindo poema!
    numa explosão de sensações.

    bjs

    ResponderExcluir
  21. Querida Gracita Grande entrega de amor num poema tão belo.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  22. Boa noite, Gracita.
    Obrigada por brincar conosco,querida
    Um beijinho carinhoso de
    Verena e Bichinhos.

    ResponderExcluir
  23. Belo poema caliente, adequado à estação, cara amiga Gracita. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma boa noite.

    ResponderExcluir
  24. Olá querida Gracita, belo poema... amei!

    Bom fim de semana

    Um beijo

    ResponderExcluir
  25. Olá amiga Gracita,passando para lhe desejar um ótimo final de semana.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  26. Os seus poemas são, sempre, um balsamo que nos adoça o dia.
    Simples mas muito emotivos.
    um beijo

    ResponderExcluir
  27. Gosto dos seus poemas. São simples mas cheios de ternura.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  28. Um adorável pecado!... Que nos remete a mais uma linda vivência de amor!...
    Maravilhoso poema, Gracita!
    Beijinhos! Desejando-lhe um feliz final de semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  29. Muito lindo como sempre, Bjbj Lisette.

    ResponderExcluir
  30. ❀╮
    Lindo e muito doce!

    Bom fim de semana!
    Beijinhos.


    ✿‿⎠ ❀

    ResponderExcluir
  31. como sempre lindo amei parabens e te desejo um otimo fim de semana

    ResponderExcluir
  32. Abençoado final de semana!!!!!!!!!!! Beijos

    ResponderExcluir
  33. Lindo poemas!
    Palavras doces que tocam na alma!
    Bj

    Femme Digital

    ResponderExcluir

A sua amizade e presença são os alicerces que sustentam esse cantinho. Seja Feliz aqui! Volte sempre que o seu coração sentir saudades. Um beijo com afeto, Gracita.