sexta-feira, 24 de junho de 2016

Perdido no tempo

Com os olhos parados nos ponteiros do tempo
perguntei-me pelas horas
Quanto tempo havia passado
E  eu ali sentada na solidão da sala
vivendo mais um sonho
que se infiltrou no pensamento
e viajou além do tempo

Num canto da sala silencioso e triste
o alaúde descansava adornado por belas flores
de suas cordas nem uma nota se ouvia
a doce melodia de outrora havia emudecido

A memória demente e vertiginosa
silencia desequilibrada
pensamentos desconexos
afloram e se apagam como uma réstia de luz

Sem nada questionar
numa rendição que se chama destino
vou mensurando a contagem das horas
tentando relembrar o momento exato
em que te perdi naquele emaranhado sem trégua
no total desconhecimento da razão
que me levou à cegueira
deixando que transbordasse do meu sorriso, a lágrima

Do amor nada sei
o tempo consumiu meu sentimento
gasto as horas do tempo
fazendo florir a poesia
vou desabrochando-me em sementes
irrigadas pelas palavras
na construção lírica
de um poema que não conhece
os dissabores do tempo
que levou pra terras longínquas
o amor que foi a razão do meu tormento

36 comentários:

  1. Lindo um belo poema minha amiga, gostei.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.
    Andarilhar

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, querida Gracita!
    O que mais me chama atenção no amor é: ' sem nada questionar'... ?... Hum!
    Entretanto, tem um grande fundo de verdade...
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  3. O tempo e suas marcas nos corações e na vida. Linda e melancólica poesia! bjs, ótimo dia! chica

    ResponderExcluir
  4. Quantos sonhos ficam perdidos no tempo,mas para você a poesia floriu em inspirações de lindas palavras.
    Adorei Gracita.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde amiga!

    Parabéns, o seu poema é lindo de mais. Amei


    Beijinhos e um feliz dia

    Coisas de Uma Vida 172

    ResponderExcluir
  6. Amiga Gracita!! Não sei se posso!!Não sei de devo!!
    Senti saudade de um desejo!!
    aqui estou eu... porque assim quis!!
    entrei na sua página e fiquei feliz!!
    Gostei!! Adorei é sempre um prazer...beijo carinhoso
    Luísa Fernandes http://poemasdaminhalma.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  7. AMADA AMIGA GRACITA!
    " TRANSBORDANDO DO SORRISO, UMA LÁGRIMA " LINDO, ENVOLVENTE.
    " O AMOR FOI A RAZÃO DO MEU TORMENTO " QUE AMOR TRISTE E AO MESMO TEMPO UM POEMA QUE FAZ COM QUE A GENTE PENSE NOS AMORES DO PASSADO E LASTIME O QUE SE PERDEU!
    LINDO, MARAVILHOSO, MAGNÍFICA POESIA!
    UM IMENSO ABRAÇO COM MUITO AFETO E UM BEIJO CARINHOSO QUERIDA AMIGA!
    BOA NOITE GRACITA!

    ResponderExcluir
  8. Bom dia e bom final de semana
    A felicidade não está no fim da jornada,mas em cada curva do caminho que percorremos para encontrá-la.

    ______________
    🌺🌻🌸🌷🌺
    (Érico Veríssimo)

    ResponderExcluir
  9. Que imagem linda, assim como o seu poema!
    mas quando um amor se torna tormento gera linda inspiração numa
    numa poesia
    beijinhos

    ResponderExcluir
  10. O tempo as vezes faz os sonhos parar, porém não podemos deixar que isso aconteça, Gracita mais um lindo poema, bjs.

    ResponderExcluir
  11. Olá Gracita, belíssima poesia e imagem!Amiga, desculpe a ausência, mas logo estarei de volta!
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  12. Tanto dissabor, mas adorei ler!
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Tempo, tempo, tempo, tempo...

    Lindo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  14. Boa noite querida Gracita.
    Um belo poema com uma imagem linda. O amor não se questiona. Se vive. Um feliz final de semana. Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Sejam poemas mais alegres ou mais melancólicos adoro a forma como escreve adoro a forma como transmite mensagens através dos seus poemas...
    Um grande beijinho para si Gracita.
    Sempre aqui :) Elisa
    elisaumarapariganormal.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  16. Linda poesia Gracita!
    Amo vir me deixar embalar
    por seus escritos.
    Ótimo fim de semana.
    Bjins
    Catiaho Alc.

    ResponderExcluir
  17. Lindo, Gracita, principalmente o último verso! Chave de ouro...
    Grande beijo, ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  18. Boa tarde, Gracita, não sendo eu um poeta, admiro as suas composições, as mesmas transmitem fortes sentimentos, são bem preparados e apresentados.
    Bom fim de semana,
    AG

    ResponderExcluir
  19. Amores desencontrados pelos dissabores do tempo... aqui bem expressos neste inspirado poema...
    Gostei imenso, Gracita!
    Beijinhos! Bom fim de semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  20. AMADA AMIGA GRACITA!
    VOLTEI AQUI PARA TE AGRADECER O LINDO COMENTÁRIO QUE COLOCASTE NO MEU BLOG!
    OBRIGADA E AMEI SEU POEMA, AMO TODOS OS SEUS POEMAS POIS TENS UMA CAPACIDADE INCRÍVEL DE NOS CONTAGIAR COM SUAS PALAVRAS RIMADAS!
    TENHA UM FINAL DE SEMANA IMENSAMENTE ABENÇOADO!
    UM GRANDE BEIJO DESTA AMIGA QUE TEM POR TI UM CARINHO ENORME!

    ResponderExcluir
  21. Oi Gracita, boa tarde,
    adorei !!!
    eu quer fazer a meus sonhos poesia como você faz.

    desejo-lhe uma maravilhosa noite e um ótimo domingo
    um beijo e um grande abraço

    bênçãos

    ResponderExcluir
  22. Hola amiga muy hermoso poema, el tiempo a veces nos distrae y arrebata los momentos un gran poema amiga mía.

    Besitos de luz feliz domingo.

    ResponderExcluir
  23. Quantos sonhos ficam perdidos embalados pelo tempo que os acolhe em suas horas e em nós a nostalgia de um amor teve o seu tempo mas não perdurou. Um poema lindo e muito bem escrito Gracita
    Um bom domingo para você
    Um abraço

    ResponderExcluir
  24. ♫♪ه° ·.
    O tempo, a poesia e a delicadeza até para lembrar um amor que se foi!...

    Bom fim de semana!
    Beijinhos.
    💕ه° ·.

    ResponderExcluir
  25. Boa noite Gracita.
    Gostei de ler mais um belo poema! Parabens Poetisa. Adoro as suas conposições.
    Beijos com carinho.

    ResponderExcluir
  26. Alô amiga Gracita.

    Obrigada pelas energias enviadas. Quero desejar uma semana produtiva e inspirada para que, novas e belas poesias possam nos encantar.

    Bjs no core.

    ResponderExcluir
  27. Bom dia linda amiga Gracita.
    Vim lhe desejar uma abençoada semana. Enorme abraço.

    ResponderExcluir
  28. Great poem! Happy new week! :))

    xxBasia

    ResponderExcluir
  29. Boa tarde Gracita!
    Um poema lindíssimo, e bem construído. Gostei muito.
    Beijo e ótima semana!

    ResponderExcluir
  30. Olá, querida Gracita!

    Nem sei bem como hei de comentar esse seu poema, aliás, sinto quase sempre essa dificuldade, e olhe que tenho familiaridade razoável com as palavras, mas sua poesia é, de tal maneira bem trabalhada, rica, temática, semântica, morfológica e sintaticamente, k tenho k a ler mais k uma vez e ficar saboreando o sentido da mesma.

    A partir da imagem, e na solidão da sala, imagino seu eu-lírico lutando e sofrendo com a solidão e com o relógio, que parece não andar. E o sonho continua atormentando voce, tal como os objetos, k inertes, sem voz, sem som, a olham, indiferentemente.

    Naquele turbilhão de pensamentos, vem à sua memória a perda de um amor, que um dia foi maravilhoso e tão intenso. E chegam as lágrimas, teimosas e insubmissas, e a dor e as lembranças persistem, não querem partir, ao invés dele.

    Beijos e boa semana.

    ResponderExcluir
  31. Lembranças que o tempo não apagou.
    Tão nostálgico e tão belo.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  32. Gracita Um lindo poema recordando os sonhos com um amor que foi um tormento. Você sempre se supera seus poemas são "hors concours".
    Parabéns,
    beijinhos, Léah

    ResponderExcluir
  33. O tempo proporciona uma série de emoções que só o tempo ajuda a resolver!
    Gostei... Bj Gracita

    ResponderExcluir

A sua amizade e presença são os alicerces que sustentam esse cantinho. Seja Feliz aqui! Volte sempre que o seu coração sentir saudades. Um beijo com afeto, Gracita.