quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Geometria apalavrada

Quatro amigos muito unidos
Não se desgrudavam por nada
Iam juntos para a escola
Depois de uma noite na balada
Dançavam até de madrugada
Numa boate mal iluminada

Na escola sofriam com os gritos
Da meninada em grande algazarra
Um pega daqui, outro puxa dali
E a tesoura afiada cortava uma gambiarra
A professora nervosa dava o alerta final
Vocês parecem cigarras fazendo na árvore mamparra

Quadrado, retângulo, triângulo e círculo
Pedaços coloridos voavam pra qualquer lado
E o clact, clact da tesoura ia as formas recortando
O menino atarantado de qualquer jeito havia colado
Umas de frente, outras de lado, e tinha outras inclinadas
No final um mosaico geométrico displicentemente articulado
(Gracita)

Este poema foi escrito na modalidade "Sextilha"

33 comentários:

  1. O poema está espetacular!
    Excelente para ser trabalhado na sala de aula!!!
    bj

    ResponderExcluir
  2. Linda essa construção e inspiração! bjs, chica

    ResponderExcluir
  3. Essa literatura que poucos conhecem, assim como as músicas de cordel e é cultura nossa, mas dão mais valor a raps (estrangeiros) que se não é a mesma coisa, se assemelham
    Gostei de ler aqui Gracita, nosso povo tem que aprender e dar mais valor a nossa cultura
    Parabéns

    Beijos
    Rafael

    ResponderExcluir
  4. Gostei!... Muito criativo.
    Abraços. Élys.

    ResponderExcluir
  5. Boa Tarde, querida amiga Gracita!
    Ficou esplêndido!
    Uma realidade bem nossa...
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  6. Geometria apalavrada,
    encontrada aos zigue-zague
    no coração de mulher apaixonada
    noite e dia mora a felicidade!

    Sem dúvida com certeza,
    onde está a alegria
    não tem lugar a tristeza
    apalavrada geometria
    essa palavra portuguesa!

    Quando a poetisa escrevia,
    esse poema soberbo
    do mar vinda fresca maresia
    de bom grado a recebia no aconchego.

    Boa tarde amiga Gracita, um beijo,
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  7. Irei repetir-me sempre, mas a verdade é que gosto também gosto sempre do que leio por aqui!

    ResponderExcluir
  8. Gracita muito interessante a poesia, a sua geometria ficou fantástica, Gracita bjs.
    http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Adorei o poema, está um espetáculo
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  10. Olá Amiga muita criatividade e ficou fantástico seu poema bem brasileiro.
    beijinhos.
    Léah

    ResponderExcluir
  11. Boa Noite Menina Gracita vir te Fazer uma Visita e pega a Bandeira do Teu Blog pus la no meu Bjssss Feliz Quinta feira

    ResponderExcluir
  12. Thanks Gracita...
    Now I wish you a lovely weekend and soon came visit me again .. Love and hugs Nicki

    ResponderExcluir
  13. Olá, Gracita

    Adorei encontrar aqui o conceito de "sextilha", uma modalidade repentista bem brasileira.
    E essa geometria coloca bem no seu lugar a sua espontaneidade e talento, minha amiga, em todas as vertentes da poesia.

    Obrigada e bom fim de semana.

    Bj

    Olinda

    ResponderExcluir
  14. Olá amiga Gracita: um poema bem brasileiro, por certo. A língua é a mesma,mas devo confessar que não conhecia alguns termos. É esta a riqueza da língua.
    Bjn
    Márcia

    ResponderExcluir
  15. Perfeita sensibilidade da alma.
    Lindo de ler!Parabens!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Analisado desta forma, daria um magnífico tema para uma boa aula.


    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  17. Gracita
    é tão gostoso quando a poesia inunda
    com criatividade a nossa mente! Pude imaginar
    a grande algazarra daquele momento de uma alegre geometria!
    você trouxe a sextilha de uma forma envolvente e alegre
    de uma sala de aula.
    bjs

    ResponderExcluir
  18. Gostei da tua geometria apalavrada.
    Um poema diferente, com ritmo e sonoridade. Muito bom.
    Gracita, tem um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  19. Olá Gracita
    Muito legal seu poema
    e me lembrou de algumas coisas que aconteceram
    na infancia.
    Bjs e bom fim de semana.


    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Ficou maravilhoso Gracita, linda inspiração amiga!!
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  21. Escreveu um poema maravilhoso (para não variar), Gracita!
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Muita inspiração nesta bela construção minha amiga, gostei bastante.
    Um abraço e bom fim-de-semana.
    Andarilhar

    ResponderExcluir
  23. Boa tarde, é maravilhoso o que escreveu, admiro a sua criatividade.
    Bom fim de semana,
    AG

    ResponderExcluir
  24. Linda e bela os seus poemas, a forma parece um árvore, beijinhos e um forte abraço

    ResponderExcluir
  25. OLÁ AMADA AMIGA GRACITA
    OBRIGADA PELAS GENTIS PALAVRAS QUE DEIXASTE EM MEU BLOG.
    BELO POEMA QUE FAZ COM QUE A GENTE RELEMBRE ATOS DA INFÂNCIA!
    TUAS RIMAS SÃO SEMPRE GENIAIS.
    UM ABRAÇO FRATERNO DESTA AMIGA QUE TE AMA NO AMOR DE CRISTO.
    ABENÇOADO FINAL DE SEMANA!

    ResponderExcluir
  26. Vim ver o que era o post da geometria apalavrada.
    Apareceu me no feed e vim cuscar.
    Adorei apesar da poesia não ser o meu forte mas sim a geometria, a fisico-quimica, e claro a culinária.

    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2016/10/dia-um-na-cozinha-e-risotto-milanesa.html

    ResponderExcluir
  27. Lindíssimo!!!
    Beijinhos querida Gracita

    ResponderExcluir
  28. A nossa cultura, a nossa oralidade soberbamente alinhavada nestes belíssimos versos de cordel
    Parabéns pelo exímio poema Gracita
    Um abraço

    ResponderExcluir
  29. Um poema magnifico... com uma admirável construção!
    Mais uma inspiração notável, Gracita!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderExcluir

A sua amizade e presença são os alicerces que sustentam esse cantinho. Seja Feliz aqui! Volte sempre que o seu coração sentir saudades. Um beijo com afeto, Gracita.